Turma 11 – Luiz de França

UNIVERSIDADE ABERTA DO BRASIL
UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE
CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO MÍDIAS NA EDUCAÇÃO
TURMA 11 – TUTORIA LUIZ DE FRANÇA SOBRINHO
CURSISTA: KEILA LIDIANA DE SOUZA

ATIVIDADE 4 – ETAPA IV

A – VÍDEO “Motivação e Liderança ‘“. Postado em 27 de Janeiro de 2009 por “Pregador Cristiano” no site YouTube com duração de 07:02 min.
Link explorado:

B – Foto de palestra sobre Motivação para o Trabalho postada na Atividade 3 Etapa III

Foto realizada no auditório da Escola Municipal Arnaldo Bezerra. Arquivo particular da própria autora. A mesma foi feita durante um momento de descontração oferecido pela escola e sob a responsabilidade do palestrante Ronaldo Lima. Dentro do objetivo proposto escolhi a referida fotografia pelo fato da mesma retratar significativos momentos oferecidos aos funcionários da escola, tais momentos realizados com freqüência sugerem a motivação para o trabalho como também a busca pela realização profissional defendida por todos os gestores da educação. Embora a atividade realizada por mim neste momento limite o uso de tais recursos em sala de aula, isso não significa dizer que não o façamos em outros momentos haja vista que, os arquivos fotográficos são expostos em Orkuts e blogs e ainda fazemos uso dos mesmos para a divulgação interna e externa do trabalho desenvolvido pela escola no que diz respeito aos seus recursos humanos.

C – O Uso das Mídias no Ambiente Escolar
Para melhor entendermos o conceito de Convergência Midiática, se faz necessária a compreensão de outro conceito. O conceito de Mídia: “Termo usado para referenciar um vasto e complexo sistema de expressão e de comunicação. Literalmente “mídia” é o plural da palavra “meio”, cujos correspondentes em latim são “media” e “medium”, respectivamente. Na atualidade, mídias é uma terminologia usada para: suporte de difusão e veiculação da informação (rádio, televisão, jornal) e para gerar informação (máquina fotográfica e filmadora). A mídia também é organizada pela maneira como uma informação é transformada e disseminada (mídia impressa, mídia eletrônica, mídia digital…), além do seu aparato físico ou tecnológico empregado no registro de informações”.
Assim sendo, podemos afirmar que a interação entre esse aparato tecnológico pode ser chamado de Convergência de Mídias. Baseados nesse pressuposto, não podemos desassociar o conceito de conversão da reflexão sobre evolução e, como não poderia deixar de ser, comportamento social, onde cenário e autores se confundem na metamorfose do mundo tecnológico em que estamos inseridos.
Dentro desse cenário existe a fusão entre recursos tecnológicos e consumidores que, em busca da interação entre produto e produtor, acabam desmistificando a teoria da complexidade e produzindo novos conceitos sobre como explorar e interagir dentro do universo midiático, situação ora considerada incontrolável diante da amplitude alcançada. Como se não bastasse, o avanço tecnológico propicia a interação simultânea dos recursos elevando-os à condição de indispensáveis às atividades cotidianas, isto sem citar que em todos os ambientes educacionais, científicos, administrativos, industriais e sociais se corre à velocidade da luz para acompanhar tais avanços. Parte daí o desafio tanto do gestor educacional como do professor que é interagir e produzir experiências que correspondam às necessidades de um mundo virtual que além de prazeroso e produtivo algumas vezes poderá também se tornar banal.
Assim se apresenta a convergência midiática onde as mídias corporativas e alternativas se cruzam, onde o poder do produtor midiático e o poder do consumidor midiático interagem de formas imprevisíveis haja vistas que, como é um ambiente onde se misturam e se confundem produção e produto, haja uma democracia na exposição dos pensamentos como é o que ocorre por exemplo na Web 2.0, recurso que oportuniza liberdade de expresão e imagem e gera um fluxo de conteúdo através de suportes midiáticos diversos. O resultado dessa interação é a introdução de novos conceitos como o da cultura participativa contrastante com as antigas idéias de uma audiência passiva. Ao invés de falar de produtores e consumidores midiáticos em papéis separados, podemos percebe-los como participantes que interagem uns com os outros de acordo com novas possibilidades criadas a partir da convergência.
“Convergência não significa estabilidade máxima ou unidade. Ela opera como uma força constante pela unificação, mas sempre em tensão dinâmica com a mudança… Não há lei imutável da convergência crescente; o processo de transformação é mais complicado que isso”. MOTTA 2007.
Diante dessa dimensão de possibilidades, aumentam as responsabilidades do gestor educacional, visto que, segundo Paulo Roberto Motta: ” … ao gestor educacional compete ampliar sua visão estratégica do trabalho e do mundo e sua capacidade de análise, julgamento, decisão e liderança, preparando-se para enfrentar os riscos e as incertezas de uma sociedade em mudança. Mas não basta aprender: é preciso a arte de traduzir todo o conhecimento em ação. E a ação gerencial é uma expressão de autonomia, de reflexão, de segurança profissional, de conhecimento de si próprio e de seu papel na organização. É, ainda, capacidade de negociação entre interesses e demandas múltiplas e de integração de fatores organizacionais cada dia mais ambíguos e diversos”. (NEVES, 2005 p.125)
Ainda, segundo Almeida (2005), a incorporação das TIC no contexto escolar envolve distintos aspectos da gestão decorrentes do efeito de gerir, administrar, reservar, colocar em ordem, ou seja, favorecer o uso dos recursos tecnológicos. Isto requer organizar, registrar, recuperar e atualizar informações, produzir estratégias de comunicação, gerenciar atividades, conteúdos, recursos, bem como gerir ambientes e processos de avaliação estabelecer novas relações com a história, consigo mesmo e com o saber. No que tange a gestão escolar concordam que essa ferramenta facilita o trabalho administrativo e burocrático, pela agilidade na troca de informações, na prestação de contas da escola, na organização da vida funcional dos profissionais que nela atuam. É mais do que imperativo a mudança de postura para a efetiva incorporação das TIC no âmbito educacional, principalmente na esfera pedagógica. Essas tecnologias devem constituir apêndice das práticas de gestão, sendo imprescindível que o gestor passe a potencializá-las de forma articulada à ação e à reflexão no contexto escolar, de modo a reconstruir novos patamares que explorem as reais contribuições dessas tecnologias.
.
Reforçando as idéias de Neves (1997), o gestor deve articular as três dimensões que compõem a organização escolar (administrativa,pedagógica e financeira) a fim de favorecer o trabalho educativo. Libâneo (2001) comenta que é imprescindível que o gestor, durante o cumprimento de suas funções, tenha comprometimento com a emancipação e autonomia intelectual dos atores escolares, a visão pluralística das situações, a conscientização das oportunidades e manejo de tecnologias emergentes. O gestor deve impulsionar a escola enquanto organização fundamental à construção cidadania e o avanço do conhecimento, gestando o processo educativo de modo a garantir ensino a todos, permanência e permanência com qualidade. Para Hessel (2004), ele deve ter como meta estimular as lideranças, gerenciando e articulando ações estratégicas para criar novos canais de comunicação capazes de provocar mudanças profundas na escola. Para tanto, diante do processo evolutivo a qual se submete a sociedade é imprescindivel a adoção no sistema escolar de atitudes que contemplem a exploração midiática, trabalho que vem sendo desenvolvido na Escola Municipal Arnaldo Bezerra e que possibilita o uso de mídias convergentes para a produção e divulgação dos resultados, contribuindo com isso para uma aprendizagem efetiva de seus educandos.

Anúncios

  1. Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: